quinta-feira, 13 de setembro de 2007

Preparado para a Guerra?

Pronto pra Guerra???

Sofre, pois, comigo, as aflições, como bom soldado de Jesus Cristo.
II Tm 2:03

Você já sofreu realmente por alguém ou por algo??? Tenho certeza que SIM!
Todos nós, em algum momento da vida, realmente sofremos ou sentimos na pele a experiência de uma grande dor, de um grande sofrimento por algo!
Mas já se imaginou sofrendo por Cristo??? Se existe um cara que sabe o significado de “sofrer por Cristo”, este cara é o Apóstolo Paulo. Por Cristo, Paulo passou fome, por Cristo Paulo foi humilhado, por Cristo Paulo foi perseguido, por Cristo Paulo foi espancado,e por Cristo Paulo literalmente deu sua própria vida!!! Que testemunho radical o Ap.Paulo nos deixou, mas e nós? O que exatamente temos feito por Cristo?
A palavra desta semana não é exatamente sobre Paulo, mas começamos com um versículo que Paulo escreveu para o jovem Timoteo. E se você for parar pra ler o capitulo inteiro de II Timoteo 2, você notará que no inicio do capitulo Paulo escreve a Timoteo, comparando nossa caminhada com Deus, como um soldado,o exército e a guerra!
Quero introduzir nossa palavra da semana com a seguinte pergunta: você está preparado para a Guerra?
Não estou falando de uma guerra que usaremos armas, tanques e canhões, mas uma guerra muito mais complexa do que simplesmente matar o inimigo, estou falando de uma guerra denominada “guerra espiritual”, onde o inimigo é a nossa carne, nossos desejos pecaminosos.
O primeiro passo para entrar em uma guerra, com a hipótese de vence-la, é entrar nela bem treinado.Justamente por isso que os soldados passam por rigorosos treinamentos diários. Ao falarmos do exército de Cristo, entendemos que nós, os cristãos, é que somos seus soldados. Se somos soldados ou guerreiros de Cristo, como anda nosso treinamento??? Estamos vencendo ou perdendo esta guerra???
Sabe, precisamos entender, que a maior guerra que já existiu na história do universo não foi a 1ª ou 2ª Guerra Mundial, mas foi quando o filho de Deus ressuscitou da morte de Cruz, vencendo o inferno e a própria morte, nos proporcionado assim a maior vitória que nós mesmos jamais poderíamos alcançar, a vitória chamada Salvação! E uma vez que nos tornamos salvos por receber Jesus como nosso salvador, assumimos o papel de soldados de Cristo, pois entramos em uma guerra diária contra o diabo e contra nosso velho homem, que dia a dia tenta reviver em nós.
O pior é que muitos de nós,têm perdido a guerra no meio do caminho. Pense você mesmo: quantos amigos você já perdeu nesta guerra? Quantos começaram a caminhada junto com você e hoje estão fora da igreja, curtindo no mundo porque não conseguiram batalhar nesta guerra e levantaram suas bandeiras brancas em sinal de desistência?!
Mas como podemos nos considerar soldados de Cristo, se mal agüentamos um comentário de mal gosto de colegas mundanos? Como podemos nos considerar bons soldados se não manejamos bem nossas armas (a Palavra, a Oração e o Jejum) e quando podemos, escondemos nossas bíblias (nossas armas) por vergonha do que nossos colegas podem pensar de nós!?!
Uma coisa te digo: se você realmente quer ser um soldado de Cristo, um servo fiel ao Senhor, esteja certo que aflições virão : “Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.”(João6:33).
E nós como soldados de Cristo recebemos três armas que precisamos aprender a manuseá-las bem: A Bíblia, a Oração e o Jejum!

A verdade é que muitos jovens não se consideram ou não são soldados de Cristo por duas causas distintas, porém reais:

1)Muitos jovens não querem assumir a posição de soldados, porque curtem ficar pecando dentro da igreja, saca?! Curtem viver fora da vontade de Deus, com seus pecados que eles mesmos não fazem questão de abrir mão. Isso sempre existiu dentro da igreja, e infelizmente continua a existir.Mas a palavra já nos avisa sobre este caso: “...porque muitos são chamados, mas poucos escolhidos”(Mt 16:33).
O que a maioria destes jovens, que vivem nesta situação, esquecem ou nem sabem é que, quando eles negam a vontade de Deus e do Senhor, “Deus também os negará” (II Tm 2:12).

2) Jovens que aceitaram o chamado, e se alistaram no exército de Cristo, mas que não conseguem vencer todas as batalhas. E que quando ocasionalmente perdem algumas destas batalhas, se sentem indignos, e não se consideram soldados! Se você é este tipo de jovem, como eu era, te digo, não podemos vencer todas, mas com Cristo venceremos todas!
O lance é entender que precisamos Dele, e que estamos dispostos e desejosos a viver, ou morrer por Ele. E que sempre que assumimos o chamado, nos tornamos alvos de tentações maiores, de batalhas maiores, e conseqüentemente, de maiores derrotas ou vitórias. O que não podemos ser é covardes, que após cair um tombinho, largamos tudo e desistimos da guerra! Precisamos entender que errar não poder ser hábito em nossas vidas, mas estamos sujeitos a erros, por isso o erro deve ser ACIDENTE em nossas vidas!

Se você têm se sentido indigno por um pecado que está lutando para vencer e hora vence, hora perde, te digo: continue a persistir cara, com sua força, e usando estas 3 armas imbatíveis: a Palavra, a Oração e o Jejum, certamente você irá conseguir!
É hora de excluirmos este pensamento do inferno de que se errarmos não teremos perdão, e por isso, estamos fora do exercito de Cristo! O que precisamos é guardar que não podemos errar, mas que se errarmos, estaremos aprendendo com estes erros para vence-los cada dia mais : “MEUS filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo.”(I João 2:1).
Vamos vencer esta guerra, ou melhor, já vencemos: “Eu vos escrevi, jovens, porque sois fortes, e a palavra de Deus está em vós, e já vencestes o maligno.” (I João 2:14).
E pra você que se encontra no primeiro caso que mencionei umas linhas acima, quero te deixar um versículo radical, te lembrando que ainda que você esteja infiel, o amor do Senhor para com a sua vida está de pé, intacto, esperando você sacar que o sacrifico de Cristo por você na Cruz, não foi apenas para te dar a salvação, mas para você ser diferente também!Foi para você deixar de lado esta vida suja, e começar a caminhar com Cristo, e quando tropeçar, erguer a cabeça, limpar a poeria, e continuar caminhando...

“Se formos infiéis, ele permanece fiel; não pode negar-se a si mesmo”
(II Tm 2:13)

Um forte abraço.

Fábio B.Assis

Sociable

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...