sábado, 26 de maio de 2012

Qual é a autoridade máxima da Igreja?


Recentemente um amigo compartilhou o tema da pregação em sua igreja: lealdade. Nela o líder expressava que os membros daquela denominação deveriam ser totalmente leais ao Pastor e a visão da Igreja, porque só desta forma eles iriam alcançar o crescimento que procuravam. Entenda: crescimento não como “espiritual”, mas numérico. Isto faz sentido, pois se eles querem crescer numericamente aplicando os métodos que entendem ser mais viáveis, só irá acontecer se eles tiverem “trabalhadores” fiéis ao Pastor e a visão da Igreja.

O lamentável de toda esta situação é que a Palavra de Deus não foi colocada em questão. Simplesmente foi explanado que devemos ser totalmente submissos ao Pastor e a denominação. Portanto, não importa se o Pastor está indo contra princípios bíblicos, devo ser “100%” o Pastor.

Esta visão de submissão cega contradiz o princípio geral sobre submissão que a Bíblia nos ensina. Sabemos que devemos ser submissos aos líderes espirituais, às autoridades físicas, aos nossos pais. Porém, quando se trata das autoridades do governo e a lei, todos nós concordamos que devemos submissão a eles, somente até o momento que as leis não vão contra os princípios de Deus. Isto também fica muito claro na questão de submissão na família, ou seja, devemos submeter-se aos nossos pais, e a mulher ao seu marido, no Senhor (Ef 6:1). Submeter-se no Senhor, significa que a partir do momento que aquele a quem devo submissão estiver ensinando ou exigindo algo fora “do Senhor”, isto é, fora dos princípios de Deus, eu já não devo mais submissão a Ele. Toda submissão bíblica que devemos aos homens, deve ser feita no Senhor. Isto inclui a submissão na Igreja, entre os líderes e os liderados. Porém, nossos líderes não têm ensinado estas coisas, para eles, devemos obedecê-los sempre, independente se eles contradizem as Escrituras ou não!


Que continuar lendo este Artigo?
Clique na imagem acima ou no link abaixo e confira!


Reflexão: Você não está só na Batalha!



Já parou para relfetir que a vida cristã é semelhante um campo de batalha? Imagine uma guerra onde você esta sendo atacado a todo momento, seja de dia, seja de noite, 24 horas por dia! Onde você só tem uma opção a seguir: enfrente a batalha!

E neste campo de batalha não tem só você, existem muitas pessoas junto sendo bombardeadas com pensamentos como “o melhor é desistir”, mas se desistir o inimigo irá mata-lo sem piedade e sem remorso algum, porque o que vale nessa guerra pra ele é destruir quantas pessoas conseguir (Jo 10.10).

Você olha para um lado e vê pessoas atingidas, mas, tomado com a convicção de que irá conseguir chegar até o fim, e também vê pessoas que apenas pensaram em desistir e se entregaram ao inimigo pensando que fizeram uma ótima escolha, quando na realidade tal escolha fora o mesmo que se apontasse uma arma em sua própria cabeça e atirasse contra si mesmo.


Que continuar lendo esta Reflexão?
Clique na imagem acima ou no link abaixo e confira!



Sociable

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...